INGRESSOS À VENDA - 3º LOTE ATÉ 04/12

3º LOTE

Meia-entrada: estudantes, idosos, PCD, professores das redes estaduais e municipais de SP e aposentados.
Ingresso Social: doação de um livro em bom estado, confira os livros permitidos aqui.

Condições de pagamento

O valor pode ser parcelado em até 6 vezes e compras a partir de R$ 1.000,00 podem ser parceladas em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito.

Ingressos Esgotados

Ícone de Notícia

Notícias

Ícones das HQs que já passaram pela CCXP

Se por algum motivo você ainda não pira em histórias em quadrinhos, calma! Nem tudo está perdido.

Neste Dia do Desenhista, fizemos uma lista com algumas feras da nona arte que já passaram pela CCXP – e que desenharam algumas das histórias que amamos -- para que você possa conheça seus principais trabalhos e entrar neste universo com o pé direito, chutando a porta no melhor estilo Justiceiro.

Mas, antes de continuar, é melhor você saber: é um caminho sem volta.

Frank Miller
O mestre. O magnânimo. O paladino das histórias de super-heróis. Frank Miller é o criador de uma das HQs mais influentes da história, "Batman - O Cavaleiro das Trevas", que inspirou filmes como "Batman VS Superman - A Origem da Justiça".


Maurício de Sousa
Ele está com a gente desde 2014 e, sempre que a gente vê o Maurício, a sensação é a mesma: euforia instantânea e saudades de todos os bons momentos que a gente passou lendo as HQs da turma do limoeiro.


John Romita, Jr.
Caraca! Ver o Romitinha no Artists’ Alley da CCXP18 não teve preço. O cara foi parceiro do mestre Frank Miller em histórias icônicas, como "Demolidor — O Homem Sem Medo"!


Adriana Melo

A artista que criou o pôster oficial da CCXP18 também é conhecida por seu trabalho em “Quarteto Fantástico”, “Surfista Prateado”, “Mulher-Gato” e muitas outras obras. Atualmente, Adriana é responsável pela minissérie “Homem-Borracha”, da DC Comics.


José Luis García-López
Com mais de 40 anos de experiência, o aclamado quadrinista espanhol José Luis García-López desenhou personagens icônicos, como o Homem de Aço e o Batman. Em 1982, ele assinou o “DC Comics Style Guide” – o guia interno que pautava todos os personagens da editora na época.


Jim Lee
Jim Lee, atual publisher da DC Comics e desenhista consagrado desde os anos 90 por trabalhar em títulos como os de X-Men, Liga da Justiça, Batman e Superman, também já passou pela CCXP.


Fábio Moon e Gabriel Bá

Dentre as obras mais conhecidas dos gêmeos, estão “Daytripper”, “Dois Irmãos” e “Como Falar com Garotas em Festas”. Atualmente, ambos produzem as séries “Casanova” e “The Umbrella Academy”. Bá também é coprodutor executivo da adaptação da HQ “Umbrella Academy” para série da Netflix, que estreou em 2019.


Ivan Reis
O quadrinista ganhou notoriedade na DC Comics ao revitalizar, ao lado de Geoff Johns, personagens importantes, como Lanterna Verde e Aquaman. Além disso, Ivan Reis assina uma bem-sucedida linha de colecionáveis da Iron Studios vendida no mundo todo.


Cristina Eiko

Eiko é conhecida no mundo das HQs por seu quadrinho independente, “Quadrinhos A2”, e pela HQ “Penadinho – Vida”, ambas ao lado de Paulo Crumbim. A HQ do Penadinho é o sétimo volume do selo Graphic MSP, que convida artistas a reinterpretarem e criarem novas histórias para os personagens clássicos de Maurício de Sousa.

Foto: https://sobreosolhosdaalma.blo...


Mike Deodato
Mike Deodato Jr. é um dos artistas brasileiros mais amados pelos fãs de quadrinhos e atua no mercado internacional desde os anos 90. Atualmente, é artista exclusivo da Casa das Ideias e trabalha no título que foi um dos grandes lançamentos da editora nos últimos tempos: “Guerras Infinitas”.


Lourenço Mutarelli

Lenda das HQs nacionais, o artista é responsável também por diversas grandes obras, como o livro “O Cheiro do Ralo”, de 2002, que foi adaptada para os cinemas por Heitor Dhalia, em 2006.


Bill Sienkiewicz
O desenhista de "Elektra: Assassina" e de "Demolidor: Amor e Guerra" é um dos artistas mais influentes dos quadrinhos americanos. Seu traço agressivo e suas aquarelas são inconfundíveis, o que ficou ainda mais evidente em sua parceria com Frank Miller. Sienkiewicz ainda ajudou a criar o personagem Legião, do universo dos X-Men.


Bianca Pinheiro
Conhecida por suas obras cheias de personalidade e de imponência no cenário nacional de quadrinhos. Bianca é autora dos já clássicos “Bear”, “Mônica” e “Mônica – Força”. os dois últimos lançados pelo selo Graphic MSP. Em “Alho-Poró”, HQ publicada pela editora La Gougoutte, três amigas querem preparar uma quiche de alho-poró, mas a jornada levará as meninas a importantes descobertas.

Foto: Lucio Luiz


Paul Pope
Paul Pope venceu quatro Prêmios Eisner – o “Oscar” dos quadrinhos –, sendo responsável por obras inovadoras como "THB", "100%” e “Heavy Liquid", além de uma releitura do homem-morcego em "Batman: Ano 100".


Arthur Adams
Um dos desenhistas mais influentes dos quadrinhos americanos, Arthur Adams começou sua carreira na Marvel, com a minissérie "Longshot", em 1985. Até o fim da década de 80, seu trabalho nas HQs dos X-Men ajudou a moldar seu estilo próprio, inspirado em artistas da geração anterior, como Walt Simonson.


Joyce Chin

Joyce Chin está no mercado de HQs desde 1995, quando desenhou “Guy Gardner: Warrior” para a DC Comics. Desenhou, também, capas para a Marvel e a DC com personagens e séries variados, como Mulher Maravilha, X-Men, Ms. Marvel, Capitão América e Homem de Ferro.

Foto: kryptonitejuice
http://kryptonitejuice.blogspo...


Simon Bisley
Com um estilo inspirado em grafites e rock'n'roll, Bisley iniciou sua carreira nos quadrinhos na editora 2000 AD, levando ao relançamento da HQ “ABC Warrior”, em 1987. O desenhista trabalhou no crossover entre Juiz Dredd e Batman, que rendeu a Bisley um Eisner.


David Lloyd
O co-criador da graphic novel "V de Vingança" iniciou sua carreira em meados dos 1970, desenhando "Halls of Horror", "TV Comic" e outros títulos para a Marvel, na Grã Bretanha. Com o escritor Steve Parkhouse, David criou o herói pulp Night Raven após o surgimento da revista “Warrior”, em 1982, quando seu editor pediu-lhe que criasse um personagem no estilo pulp.


Germana Viana

A vencedora do Troféu HQ Mix deu as caras no Artists’ Alley e conquistou os corações dos fãs de “As Empoderadas”, HQ que foi premiada na categoria Web Quadrinhos. Lançou, também, trabalhos aclamados, como “Point of View”, ao lado da roteirista Carol Pimentel, e fez uma arte exclusiva para a campanha do Dia das Mulheres da CCXP.


Glenn Fabry
O desenhista britânico começou sua carreira em 1985, desenhando “Sláine” para a editora 2000 AD. Fabry assumiu a pintura das capas da HQ “Hellblazer”. Também no selo Vertigo, Glenn realizaria seu trabalho mais famoso: as capas cuidadosas e marcantes da HQ “Preacher”.


Agora que você já sabe quem são algumas das maiores lendas dos quadrinhos e conhece seus principais trabalhos, fique ligado nos anúncios da CCXP19 e garanta logo seu ingresso: ingressos.ccxp.com.br

Vai que você encontra um deles lá pelos nossos corredores e volta para casa com um autógrafo ou uma foto épica para postar. ;)