GARANTA SEU LUGAR
Loading

TRINA ROBBINS

Quadrinista

Em 1970, Trina Robbins produziu a primeira revista em quadrinhos feita somente por mulheres, It Ain’t Me, Babe. Em 1972, ela foi uma das fundadoras da antologia Wimmen’s Comix, em que abordou temas como aborto e homossexualismo e que teve maior duração (1972–1992). Em meados da década de 1980, cansada de ouvir que mulheres não leem e não desenham HQs, ela coescreveu (com Catherine Yronwode), Women and the Comics, a primeira de várias séries de mulheres cartunistas. Ela redescobriu as primiras cartunistas mulheres que até então estavam esquecidas como Nell Brinkley, Tarpe Mills e Lily Renee. Seu novo livro, Babes in Arms, lançado em 2017, reúne o trabalho de quatro mulheres da terceira idade que lutaram com pincéis e tintas, fazendo quadrinhos que estrelavam mulheres lindas e corajosas que não precisavam ser salvas por algum homem. Na década de 1980, Robbins tornou-se a primeira mulher a desenhar quadrinhos da Mulher-Maravilha.

Em junho de 2020, fará 50 anos do lançamento de of It Ain’t Mme, Babe. Trina Robbins está com 82 anos de idade e ainda vive em West Coast, NY. Ela é membro do Eisner Hall of Fame, e continua deixando uma marca indestrutível nos quadrinhos convencionais e independentes. Ela é a cartunista feminista e underground que lutou contra o sistema e a misoginia enquanto tinha uma boutique de moda e se misturava com estrelas do rock. Ela já vestiu pessoas como Mama Cass, já passou noites bêbadas com Jim Morrison e produziu o primeiro quadrinho feito só por mulheres. Esta mulher vai atrás e consegue tudo o que quiser.